Evolua para a SEQUOR

Criamos experiências através da otimização de processos, agregando valor e dando inteligência para dados confiáveis em tempo real, para a tomada de ações.

Quer saber como podemos ajudar suas operações, preencha o formulário que entraremos em contato.

    TOYOTA BOSHOKU: Heijunka: Nivelar a variedade e volume de itens produzidos

    Conceito do Heijunka: É o ato de nivelar a variedade ou o volume de itens produzidos em um processo ao longo de um período de tempo. Se uma linha roda vários produtos, esta linha deve estar nivelada. Heijunka é o conceito de nivelamento de linha de produção.

    DESAFIO

    Devido a diferença de tackt time dos diferentes modelos de bancos, por exemplo, uma sequencia muito longa do mesmo modelo que tivesse um tackt time muito alto, fazendo que a estação gargalo deixasse de atender as seguintes e parasse as estações anteriores, gerando muitas paradas de linha. Modelos com alto tackt: bancos elétricos e/ou com airbag.

    SOLUÇÃO

    Recebe a demanda da Toyota e redistribui os modelos com maior tackt de produção ao longo do tempo, para que desfizesse essa sequência de vários modelos de maior tackt.

    Como a Boshoku produz para estaque, nós garantimos que a sequencia que está sendo puxada pela Toyota seja entregue e nós alteramos a produção conforme a necessidade da produção. Nós desenvolvemos um algoritmos em conjunto com a equipe de processo da Boshoku, para isso, nós temos nesse caso um Niguri On-line. Nós olhamos o histórico do que foi produzido, comparamos com o que está sendo solicitado e planejamos a produção atual.

    Detalhes da solução: configuração e planejamento de possíveis grupos de produção, a Boshoku pode realizar configurações de maneira manual e nós apresentamos para eles a melhor sequência de produção, se não agradar a mesma, pode reconfigurá-la e testar em um simulador os grupos criados/configurados. O simulador recebe a sugestão de sequência de produção e o nosso sistema faz o nivelamento da melhor sequência de produção para o usuário.

    GANHOS

    Não tiveram que fazer novos investimentos para compra de máquinas novas para montagem de bancos (mas com o nosso sistema não foi necessário, as máquinas novas custariam de 700 a 1 Mi de reais).

    Sem este investimento, não precisaram também aumentar o espaço fabril. Aumentamos a eficiência da linha atual, produzem mais hoje com mais modelos, do que produziam há meses atrás, aumentamos o mix de produtos produzidos em menor tempo.

    Não tiveram paradas não planejadas de linha. Foi um grande muito grande, que não conseguiram mensurar. Conseguem fazer simulação de produção, exemplo, vamos supor que vai entrar um novo modelo de carro, às vezes mudando apenas um acabamento no banco, passando as infos para a Boshoku, a Boshoku imputar elas no nosso simulador, e conseguem planejar todo este novo modelo antes mesmo de entrar em produção, tendo ideia se irão precisar de investimento em equipamentos novos ou não.

    Deixe um comentário